Biografia: Alfredo Bulhões Gago da Câmara

Convidado de honra: http://povoadelanhosoacounoseum.blogspot.com/ Alfredo Gago da Câmara - Músico e Compositor
Biografia: Alfredo Bulhões Gago da Câmara

Alfredo Bulhões Gago da Câmara nasceu na ilha de São Miguel, Açores, em Vila Franca do Campo no ano de 1958. Ainda criança, escola primária, denotou grandes aptidões para a música, iniciando nesta altura os primeiros acordes na guitarra clássica. Embora execute, com conhecimentos mínimos, diversos instrumentos musicais, especializou-se mais em instrumentos de cordas possuindo hoje a carteira profissional de viola e de guitarra portuguesa emitida pelo Sindicato dos Músicos Portugueses.
Alfredo Gago de Câmara, como é conhecido, é um músico que já actuou diversas vezes em todas as ilhas dos Açores (teatros, centros culturais, restaurantes, festas concelhias, eventos diversos, etc), Madeira (festas da Madeira whine, festas de São Vicente, etc), no continente português em diversos lugares e distritos, Lisboa (casa dos Açores, casas de fado, aula magna, etc). Acompanhou diversos artistas e fadistas sobejamente conhecidos em Portugal e também no estrangeiro, principalmente em países aonde existem comunidades portuguesas, tais como: América, Canadá, Luxemburgo, Brasil e Venezuela.
Por diversas vezes Alfredo Gago da Câmara participou em programas de rádio, e de televisão com actuações em grupo, ou a solo, ou acompanhando às guitarras outros músicos e artistas.
Alfredo Gago da Câmara emprestou a sua arte para cerca de 50 edições discográficas e algumas cassetes áudio. Nestas edições, ele próprio foi o produtor de 1 single, ainda em vinil, e 29 C.D's., aparecendo em alguns destes trabalhos a solo, com voz, execuções, orquestrações, composições e até como autor de muitos poemas, estando neste momento a escrever um livro aonde pretende deixar também estes registos. Possui dezenas de temas da sua autoria, por ele editados, ou interpretados por outros músicos e cantores. Muitas destas criações hoje estão registadas na Sociedade Portuguesa de Autores da qual é sócio desde 1980 com o número 8.130.
Actualmente, Alfredo Gago da Câmara é diversas vezes solicitado para actuações de câmara, principalmente na área do fado, no entanto, faz composições, execuções e orquestrações de outros géneros musicais no seu estúdio particular de gravação, que utiliza também para a produção das suas próprias criações.
Alfredo Gago da Câmara foi professor de viola da terra no Conservatório Regional de Ponta Delgada e de guitarra clássica nas escolas da M.M. Music em Ponta Delgada. Foi também formador de diversos cursos de instrumentos de cordas em Santo António, Lagoa, Fenais da Luz, Vila Franca do Campo, freguesia de Calhetas, Ribeira Seca da Ribeira Grande, Matriz da Ribeira Grande, Rabo de Peixe, Pico da Pedra, etc.
Alfredo Gago da Câmara também foi monitor de cursos de expressão musical na Escola profissional de Capelas, Escola Profissional de Ribeira Grande e é desde oito anos o responsável pelas actividades culturais na Fundação Escola Profissional de Vila Franca do Campo, exercendo o cargo de Técnico de Apoio às Áreas Sócio-culturais nesta instituição. Possui diploma de Formação de Formadores, diploma em vigor de formador emitido pela Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada e é certificado pela Direcção Regional da Juventude, Emprego e Formação Profissional dos Açores.
Alfredo Gago da Câmara é casado com Piedade Rêgo Costa, fadista açoriana, possuidora de uma voz impregnada de sentimento que também já gravou dezenas de fados editados em cds. Emprestou também a sua voz para bandas sonoras televisivas, cantou em todas as ilhas dos Açores e realizou centenas de espectáculos, incluindo casas de fado também em Lisboa, Estados Unidos e Canadá, o que lhe valeu o prémio açoriano de carreira em 2008. No próximo mês de Março, Alfredo e Piedade Rêgo Costa irão lançar mais um álbum a solo nos Açores e em Lisboa intitulado "Fados e Guitarradas".

Alfredo Gago da Câmara afirma que no centro de todas as coisas, que fez, que faz ou em que participa, encontra sempre um coração de fadista, que é seu, e que palpita sempre que os seus braços abraçam uma viola ou uma guitarra portuguesa.

Janeiro 2010

Convidado de Honra pelo autor povoense Quelhas “Alfredo Bulhões Gago da Câmara”

alfredogagocamara@sapo.pt
estudiosalfa@hotmail.com
http://www.youtube.com/user/Guitarrista211158
http://hi5.com/friend/p310010632--Alfredo_Câmara--html

sábado, 29 de maio de 2010

Malmequeres do meu quintal





QUADRAS DE MALMEQUER

A rosa um dia a brincar
O malmequer desfolhou!
Ficou logo a namorar
E hoje até já se casou.

Botão de rosa se abriu
O malmequer a mirou,
Corada a rosa sorriu
E envergonhada ficou.

Malmequer em seu intento
De flor sincera, orgulhosa,
Já fez até casamento
Entre um cravo e uma rosa.

Cada pétala, um beijo!
O malmequer se desfez.
Eu, ‘inda com mais desejo
Juntei-as mais uma vez.

O malmequer é certeiro,
O malmequer é esperto!
Conte as pétalas primeiro,
Vai ver que dá sempre certo.

O malmequer é a flor
Do mundo mais verdadeira,
Desfolhado traz amor
Que dura uma vida inteira.

Se mentir o malmequer,
Não pense que é desditosa,
É que também pode haver
Brincadeira mentirosa.


Alfredo Bulhões Gago da Câmara 2003

4 comentários:

Póvoa de Lanhoso a contrariar ou no seu melhor! disse...

sexta-feira, 11 de Junho de 2010
2.0 ANIVERSÁRIO DO S.C. BRAGA DE ZURIQUE

Sábado, 12 de JUNHO 2010
in SPORTHALLE UNTERROHR
Em SCHLIEREN apartir das 19.00 horas

ENTRADA GRÁTIS

MUSICALIDADE:

BANDA 2, CLEMENTE "cantor Italiano", CONSERTINAS DE ZÜRICH, OS AMIGOS DO DANIEL

Ainda com a participação da SAD do SP. de BRAGA e um JOGADOR

Participa e venha assistir à reportagem do reporter Quelhas e fale connosco para a Lanhoso TV www.lanhosotv.com e ainda a gravação dos vídeo do programa Portugal na Suíça http://portugalnasuica.webnode.com.pt/ comente e participe no Blog do Braga http://sportingclubedebragadezurique.blogspot.com/

Aqui notícias relacionadas com a Suíça e Portugal e os livros do autor...

http://inspiracaodoautor.blogspot.com/
http://inovalar.blogspot.com/
http://olivrodacrianca.blogspot.com/
http://povoadelanhosoacounoseum.blogspot.com/
http://quelhasartigospublicos.blogspot.com/
http://jn.sapo.pt/blogs/quelhas/default.aspx

Publicada por Sporting Clube de Braga de Zurique

O livro da criança disse...

Você faz parte da minha Lista de blogues in http://inovalar.blogspot.com/


CONVITE

Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias…

Tenho o prazer de convidar V. Ex.ª a assistir ao lançamento da obra «Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias…», da autoria de “Quelhas” João Carlos Veloso Gonçalves, que terá lugar no próximo dia 7 de Agosto, sábado, pelas 17h00, na Sala do Theatro Club, Largo António Lopes, Póvoa de Lanhoso. A sessão será aberta pela Sr.ª Dr.ª Vereadora, Fátima Moreira e pelo Poeta e Artista em Robótica, Domingos Manuel Sousa Ferreira. A apresentação da obra estará a cargo de Quelhas, autor, poeta, crítico, jornalista e repórter. Este livro tem Rectificação, Análise & Critica de Adelino Sá, Jornalista e Sindicalista, e Prefácio de Ana Sofia Pinto, Professora e Historiadora. A obra consiste na ideia de divulgar a nossa cultura, as ideias que cada autor passou para papel, sobre a Heroína Maria da Fonte e todas elas diferentes. Defendida pelo autor por uma grande confusão de quem a descreveu, cada autor aumentou-lhe um palmo ou um ponto, no entanto defende que, deveriam ser 7 mulheres de armas e não uma só, pelo benefício da dúvida. Afirma ainda, que nada sabe sobre a Maria da Fonte, em relação ao Padre Casimiro que viveu por dentro a verdadeira história da revolução e, ao Camilo Castelo Branco, e Paixão Bastos e tantos outros, em datas separadas a descreveram totalmente diferente.



Estátuas

1.ª Maria referente: (Maria) da Fonte – (Maria) Angelina Lage

2.ª Maria referente: (Maria) da Fonte – (Maria) Luíza Balaio

inspiracaodoautor@sapo.pt

autor: Quelhas

Alfredo Gago da Câmara disse...

Bem que gostaria de estar presente nestes dois eventos. Ainda se houvesse duas auto-estradas que ligassem os Açores a Zurique e ao continente...
Agradeço ao "Quelhas" e desejo-lhe os maiores sucessos merecidos, que terá, com certeza.

Anónimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado